Tendências no mercado de trabalho (para empresas)

Os últimos dois anos trouxeram grandes mudanças para a sociedade. Afinal, com a chegada da pandemia, não foi apenas a vida das pessoas que precisou se adaptar. Em meio ao isolamento social e ao alto risco de contágio, o mercado de trabalho antecipou algumas tendências e deixou de lado velhos hábitos e formas engessadas de atuação.

Mas com o avanço da vacinação e o retorno gradual das atividades, o que podemos esperar do mercado de trabalho em 2022 para as empresas? 

Tendências no mercado de trabalho

Considerando que o mercado profissional é um setor em constante movimento, não se pode prever com precisão o que irá acontecer nos próximos meses. No entanto, é importante observar o setor e compreender quais rumos ele está tomando.

Confira as principais tendências de contratação de profissionais e modelos de atuação que serão destaque no mercado de trabalho em 2022:

  • Ausência de fronteiras profissionais

Com a popularização do trabalho a distância nos últimos anos, os processos de recrutamento e seleção tradicionais foram transferidos para o digital e as contratações remotas ganharam força. 

Segundo um levantamento da Unico, empresa especializada em identificação digital, em 2020, as contratações a distância aumentaram 87,9%, registrando uma marca de 163 mil admissões durante todo o ano.

Neste contexto, a ausência de barreiras físicas no mercado de trabalho se mostra uma tendência interessante para 2022. Isso porque os empregadores devem continuar contratando a distância, aproveitando os melhores profissionais e reforçando as estratégias de atração e retenção de talentos. 

  • Desafios para encontrar pessoal qualificado

De acordo com o Guia Salarial 2022, elaborado pela consultoria em RH Robert Half, cerca de 70% dos executivos afirmaram que encontrar talentos no mercado em 2022 será mais desafiador. 

Já 49% dos entrevistados disseram temer perder os profissionais de destaque da empresa, e 48% acreditam que o turnover está mais alto do que no pré-pandemia. 

Estes dados demonstram um cenário de maiores desafios na busca por pessoal qualificado e na retenção de talentos devido a uma série de motivos, como a abordagem de empresas concorrentes, o aumento da pressão no trabalho, a insatisfação profissional, a falta de identificação com a cultura corporativa, etc.

  • Maior atenção à saúde mental dos colaboradores

A pandemia foi um período delicado para grande parte dos profissionais, principalmente no que diz respeito à saúde mental e à qualidade de vida. 

Isso porque fatores como rotinas de trabalho mais árduas, medo de demissões, pressão por resultados, ausência de interação com outras pessoas e home office com família e filhos atenuaram o estresse e a ansiedade das pessoas. 

Segundo o Guia Salarial 2022 da Robert Half, 53% dos executivos acreditam que seus funcionários estão mais sujeitos a crises de ansiedade, estresse e síndrome de burnout.

Para 2022, a saúde mental continua em alta como um assunto a ser discutido no universo corporativo, e ações de promoção do bem-estar ganham ainda mais importância dentro das empresas.

  • Trabalho remoto como modelo de atuação

Segundo o Guia 2022 da Robert Half, 76% dos profissionais já consideram o trabalho remoto como um modelo de atuação e não mais como um benefício oferecido pelos empregadores. 

Afinal, durante o período de isolamento, o trabalho a distância foi um dos principais meios de atuação para milhares de empresas e colaboradores ao redor do mundo. 

Dessa forma, em um cenário pós-pandemia, o universo corporativo demonstra se adaptar às necessidades dos profissionais, adotando o trabalho remoto.

Para os profissionais, o trabalho a distância oferece maiores opções de emprego, tanto em outras cidades e estados quanto no exterior. E para os recrutadores, a modalidade permite o acesso a talentos de qualquer lugar do mundo, possibilitando a criação de uma equipe diversa.

  • Flexibilidade nos modelos de contratação

Mesmo com o engessamento da legislação brasileira, o mercado de trabalho tem apresentado uma grande tendência para a flexibilização dos modelos de contratação.

E aspectos comuns no mercado da tecnologia, como a maior valorização da produtividade e o pagamento por serviços específicos, que já estão relacionados à flexibilidade e ao trabalho remoto, tendem a conquistar o mercado em 2022. 

Gostou do artigo de hoje e quer saber mais?

Para conferir mais conteúdos relacionados ao mercado de trabalho e à vida profissional,  continue acompanhando o blog da RH Center. 

Clique aqui para acessar o blog e não perder nenhuma postagem.

 


Desenvolvido por TNB.studio