Qual será o papel do RH no metaverso?

Desde que Mark Zuckerberg mudou o nome do Facebook para Meta e anunciou investimentos na construção de um ambiente virtual tridimensional, o Metaverso se tornou um dos assuntos mais buscados em todo o mundo.

Apesar de parecer um futuro distante para muitas pessoas, as possibilidade inovadoras do Metaverso já são uma realidade em muitas empresas. E, claro, isso inclui também o setor de Recursos Humanos.

Mas, antes de abordar o papel do RH no Metaverso e no mercado de trabalho, vamos entender um pouco mais sobre esse conceito.

O que é Metaverso?

Podemos resumir o Metaverso em um universo digital onde as pessoas podem interagir por meio de avatares, de forma imersiva e bastante semelhante à vida real. Ou seja, ter uma experiência real em um ambiente simulado.

Isso significa que será possível trabalhar, estudar, se divertir, comprar… tudo por meio da tecnologia de realidade virtual e aumentada (óculos 3D, implantes neurais e projetores) além da combinação com recursos como criptomoedas e NFTs (tokens não fungíveis). 

É uma dinâmica que já funciona no mundo dos games. Atualmente, existem diversos jogos on-line que se baseiam no conceito de “vidas paralelas” e convidam o usuário para esse tipo de imersão. 

Com o avanço da tecnologia, espera-se que esse grau de realismo aumente e o Metaverso atinja um público cada vez maior. Especialmente porque as possibilidades do ponto de vista corporativo são imensuráveis. 

Metaverso e o papel do RH

Algumas empresas já têm se dedicado a ações dentro do Metaverso, em níveis diferentes de complexidade. Apesar de não haver uma necessidade imediata de todas as companhias fazerem isso, será algo inevitável num futuro próximo. Uma forma de se integrar aos poucos é ter em mente o aspecto comportamental como pilar principal. 

Na Gestão de Pessoas, por exemplo, o Metaverso pode significar dinâmicas mais práticas para reuniões virtuais, treinamentos, entrevistas de emprego e eventos corporativos. No caso de processos de recrutamento e seleção, a tecnologia é capaz de modificar a experiência do candidato. 

Isso porque as novas gerações têm, naturalmente, facilidade de entender e interagir com a inovação, o que também pode significar um grau maior de identificação com a empresa. Consequentemente, a abordagem diferenciada irá atrair candidatos preparados e melhor alinhados com os objetivos da vaga. 

Além disso, o RH no Metaverso também pode desburocratizar diversas tarefas do setor, especialmente as que envolvem comunicação interna. Será possível, por exemplo, ampliar a conexão entre os times, aperfeiçoar a cultura de feedback, além de criar uma disrupção no conceito de espaço de trabalho. 

Home Office 2.0

É um fato que o metaverso mudará a forma como trabalhamos, potencializando um movimento que começou de forma mais intensa na pandemia: o trabalho remoto. Com a possibilidade de interação com avatares, o RH tem a possibilidade de estabelecer uma cultura de expansão das vagas por todo o mundo. 

Além de ser mais cômodo para os profissionais, que não precisarão se deslocar, também é uma oportunidade para as empresas terem acesso aos melhores candidatos - inclusive, prestadores de serviço autônomos. 

Outra vantagem desta nova geração de trabalho remoto - que já tem até nome: Home Office 2.0 - é construir uma rede de relacionamento entre os profissionais que estão em ambientes distantes. No metaverso, as empresas poderão investir em espaços virtuais que simulam cenários da vida real em escritórios, onde será possível circular e interagir com colegas de trabalho por meio dos avatares.

Será especialmente importante para reduzir o sentimento de isolamento e solidão, aumentar a produtividade e olhar para a saúde mental dos colaboradores. De forma resumida, os gestores terão a oportunidade de entender as principais dores dos colaboradores atualmente e aperfeiçoar a experiência dos mesmos com a empresa também no universo digital.  E, claro, os clientes também enxergarão esse avanço de forma positiva. 

Ou seja, a imersão do RH no Metaverso contribui para a reconstrução da estratégia de employer branding, transformando a relação da marca com seu público-alvo e profissionais.

Quais serão os desafios do RH no metaverso?

Todas as possibilidades citadas até aqui dependem de um aspecto básico: a implementação da tecnologia, que exige um alto custo de equipamentos (especialmente os que dizem respeito à inteligência virtual), investimento em softwares e treinamento corporativo. Ou seja, exige um planejamento de longo prazo para que a empresa se adapte à nova realidade virtual. 

Além desses aspectos práticos, também é preciso considerar uma mudança na cultura organizacional. Algo grandioso  e que não é simples de implementar de uma hora para a outra. Por isso, reitera-se a necessidade de se pensar em mudanças pequenas de forma gradual. 

Da mesma forma, o RH também precisa considerar os extremos que vivenciamos em nosso país. Por um lado, temos profissionais que sofrem com o excesso de tecnologia e já vivenciam as consequências do hábito, como o desenvolvimento de transtornos mentais, como depressão, ansiedade e síndrome de esgotamento. Já outra parte considerável da população não tem acesso a uma conexão de internet de qualidade e dispositivos eletrônicos adequados para a imersão, que será fundamental para o metaverso. 

Essas questões são importantes porque, apesar de pensarmos no metaverso como um avanço importante para o sucesso profissional, não podemos deixar de lado que ainda será “sobre pessoas”. 

A tecnologia será importante para agregar e trazer praticidade para a rotina das empresas, mas os processos ainda precisam ser humanizados. Sendo assim, é preciso potencializar as relações e conexões presenciais neste ambiente virtual, um hábito que terá impacto positivo na segurança emocional dos colaboradores. 

Quer ficar por dentro das principais atualizações sobre mercado de trabalho e vida profissional?

Se você não entende a importância de consumir informações sobre mercado de trabalho e vida profissional, coloque o blog da RH Center nos seus favoritos!

Com frequência, novos e interessantes conteúdos são disponibilizados na página. Clique aqui e confira!

 


Desenvolvido por TNB.studio